terça-feira, maio 22, 2018

Tolkien, Aragorn e Salomão

The Anointing of Solomon (1630), de Cornelis de Vos.

É possível que a coroação de Aragorn — personagem de "O Senhor dos Anéis" — seja uma referência à unção de Salomão como rei de Israel? Entre o trecho bíblico e a obra de J. R. R. Tolkien, que era britânico, temos um hino composto por Handel e entoado nas coroações britânicas desde 1727.



"Zadok, the Priest, and Nathan, the Prophet, anointed Salomon King". Assim começa o hino de coroação, baseado no relato bíblico de Reis I, que relata duas pessoas ungindo Salomão. Será coincidência que quem coroa Aragorn não é apenas Gandalf, como visto no filme de Peter Jackson, mas também Frodo? "(...) gostaria que o Portador do Anel trouxesse a coroa até mim, e que Mithrandir a colocasse sobre minha cabeça (...).", disse Aragorn na ocasião.




Ao saber a respeito da aplicabilidade das funções de Rei, Sacerdote e Profeta aos personagens principais da obra — como bem nos lembra o padre Paulo Ricardo, grande estudioso de Tolkien —, é plausível relacionar Aragorn ao Rei Salomão; Gandalf (Mithrandir) ao profeta Natã; e Frodo ao sacerdote Zadoque.
Se isso teria sido proposital, não sei, mas é possível que, ao escrever o momento da coroação do personagem, o autor teria sido influenciado fortemente pelo hino de coroação de seu país ou até mesmo pela própria Bíblia, já que o mesmo era católico, tendo sido pupilo de um padre após o falecimento de sua mãe. Inclusive, um de seus filhos tornou-se padre.
Curiosidade: O hino "Zadok the Priest" também serviu de principal inspiração para o hino oficial da Champions League. Basta ouvir os dois para constatar a semelhança.

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista e escritor. Mestre em Ciências Sociais (UFRN). Bacharel em Comunicação Social. Interessado em diversas ciências comportamentais.